Organização especializada em golpes no segmento de materiais de construção é alvo de operação

Segundo a Poícia Civil, investigações da Operação 'Apodomisi' duraram cerca de 8 meses e o prejuízo estimado é de cerca de de R$ 2 milhões nesse período. Suspeito de chefiar o esquema foi preso.

Quatro mandados de prisão e 6 de busca e apreensão foram cumpridos nesta quarta-feira (18) em Uberlândia contra uma organização especializada em golpes no segmento de materiais de construção em todo país.


Segundo as informações da Polícia Civil, as investigações da Operação "Apodomisi" duraram cerca de 8 meses e o prejuízo estimado nesse período é de cerca de R$ 2 milhões. O suspeito de chefiar o esquema foi preso.

Conforme o delegado-chefe da Polícia Civil de Uberlândia, Marcos Tadeu de Brito Brandão, neste período, mais de 50 empresas foram lesadas nos estados de Minas Gerais, Rio de Janeiro, Paraná, Rio Grande do Sul e São Paulo.

A Polícia Civil não divulgou os nomes dos presos. Por isso, o G1 não conseguiu procurar as defesas. Conforme a corporação, eles vão responder por estelionato, lavagem de dinheiro e organização criminosa. Esquema Os investigados se passavam por clientes comuns e, em seguida, a conversa seguia para o WhatsApp, onde era repassado orçamento e feito cadastro para pagamento via link. A mercadoria era entregue e a compra era contestada. Posteriormente, a mercadoria era revendida numa empresa da organização.

"Eles efetuavam a compra e já tinham os caminhoneiros próprios para fazer o translado do material. E, uma vez que o material era embarcado, vinha para Uberlândia e já tinha destinatário certo. Isso dificultava, inclusive, que as vítimas recuperassem o material ou o prejuízo", afirmou Marcos Tadeu.

Cumprimento de mandados

Por volta das 5h, os policiais saíram da 9ª Região Integrada de Segurança Pública (Risp) em Uberlândia para cumprimento dos mandados. A primeira casa alvo da Polícia Civil foi no Bairro Jardim América. No local, o suspeito de chefiar o esquema foi preso.


Em seguida, os policiais foram para o Bairro Martins, onde o alvo foi uma empresa de materiais de construção que servia de fachada para os investigados.

Fonte: https://g1.globo.com/mg/triangulo-mineiro/noticia/2021/08/18/video-organizacao-especializada-em-golpes-no-segmento-de-materiais-de-construcao-em-todo-pais-e-alvo-de-operacao-em-uberlandia.ghtml