Crescimento Mantido

Adequar-se ao novo normal foi a tarefa de empresas de todos os segmentos no ano que passou. Na Fortlev, não foi diferente. Com o início da pandemia, a primeira preocupação foi com a saúde e o bem-estar dos funcionários, entretanto sem descuidar dos negócios.


Wenzel Rego, diretor Comercial e de Marketing da companhia, lembra que foram muitos desafios e adaptações. Ele comenta que, assim como o segmento de material de construção, o faturamento da Fortlev foi muito bem. “Já estávamos vindo de resultados positivos em anos anteriores e conseguimos crescer acima da média do setor”, comemora o executivo.


Sem citar os números do desempenho, o diretor credita a boa performance ao fato da empresa ter tido agilidade, buscado ferramentas de comunicação à distância e permanecido acessível aos clientes e ao time de campo. Se fosse possível colocar o ano na balança, o resultado seria o equilíbrio.


Se, por um lado, o momento exigiu foco nas pessoas e nos protocolos frente à pandemia, rapidez nas decisões (a empresa criou um comitê que se reunia com frequência) e a percepção do comportamento do mercado, por outro lado, a crise sanitária, juntamente com o aumento de preços e a escassez de matéria-prima foram fatores difíceis de lidar. “Toda cadeia enfrentou esses problemas. Na Fortlev, buscamos, através de um forte planejamento e decisões ágeis, minimizar os efeitos aos clientes”, garante o executivo. Sempre preocupada com os revendedores, a companhia mantém uma equipe de trade marketing que visita as lojas e promove o giro dos produtos com ações específicas. Em meio às incertezas, o diretor admite que alguns planos tiveram de ser postergados para 2021, mas outros foi possível tirar da gaveta. “O mais importante é que saímos fortalecidos como time e empresa mesmo diante de todo cenário de 2020”, garante Rego.


Entre os projetos implementados, o executivo cita a parceria com o Obrazul, que criou um marketplace especializado em material de construção com o objetivo de apoiar os clientes nesse crescente mercado de e-commerce. Com unidades em Serra (ES), Camaçari (BA), Araquari (SC), Itatiba (SP), Cabo de Santo Agostinho (PE), Anápolis (GO) e Manaus (AM), Rego garante que a Fortlev aprimora, constantemente, seu parque fabril. Nesse sentido, ele conta que a companhia tem investido em inovações e ampliação de capacidade de produção em todas as suas famílias de produtos: na linha de Conexões, Caixas de Luz e Eletrodutos Corrugados, Tubos Série Reforçada, Biodigestores e Reservatórios de grande capacidade.


Segundo ele, recentemente, o fabricante desenvolveu complementos da linha de PVC, como adesivos, sifões, engates, fita veda rosca e caixa de gordura, além de lançar as telhas de PVC incolor, que visam oferecer maior translucidez para o aproveitamento da luz natural e, assim permitir a economia de energia. Sempre focada na visão de sustentabilidade, ao longo dos anos, o fabricante aprimorou tecnologias para soluções em armazenamento de água e cuidados com o meio ambiente.


Além disso, possui maquinários que obedecem ao limite de ruído estipulado pela legislação ambiental vigente, gerenciamento dos resíduos, controle das emissões atmosféricas para que sejam sempre abaixo da tolerância, reutilização da água da produção e coleta da chuva para uso interno. Assim como vem acontecendo nos últimos anos, o primeiro semestre também foi de negócios aquecidos na Fortlev.


O diretor revela que investimentos foram realizados visando ao aumento da produção, ao lançamento de produtos, além de se manter próxima aos clientes e à equipe comercial. Rego garante que a empresa continua crescendo, mas observa que os picos de vendas ocorridos no ano passado já se estabilizaram. A pandemia mexeu no comportamento dos consumidores, que experimentaram investir em seus lares. “Acreditamos que esse será um hábito daqui em diante”, finaliza.

Fonte: http://www.revistaanamaco.com.br/crescimento-mantido