Construção tem retomada consistente

Texto: Redação Revista Anamaco


De acordo com dados divulgados pelo Boletim Cielo “Impacto do Covid-19 no Varejo Brasileiro”, cuja pesquisa foi realizada entre os dias 20 e 26, neste mês de setembro, o faturamento nominal do varejo no Brasil está 6,3% abaixo do período pré-pandemia. Na semana da pesquisa, o recuo foi de 8,8% e no acumulado desde março, início da crise sanitária de coronavírus no País, a retração é de 20,9%.



Embora ainda registre queda de 22,8% no período acumulado desde a primeira semana de março até agora, em setembro, o setor de Bens Duráveis está, pela primeira vez, acima do período pré-pandemia, com alta de 2,1%. Na última semana, o segmento - que considera o desempenho das lojas de material de construção, vestuário, móveis, eletro e lojas de departamento - operou em terreno positivo e registrou incremento de 0,4%.




A trajetória de ascensão, iniciada em maio, segue consistente no varejo de material de construção em todas as bases de comparação: alta de 14,4% no acumulado desde o inicio da pesquisa; 37% em setembro e 34,2% na semana compreendida entre os dias 20 e 26 de setembro.



Fonte: Cielo | ICVA - Índice Cielo do Varejo Ampliado