CONFIANÇA DA CONSTRUÇÃO ATINGE MENOR NÍVEL DESDE JULHO DE 2020

O Índice de Confiança da Construção (ICST), do Instituto Brasileiro de Economia da Fundação Getulio Vargas (FGV IBRE), caiu 3,8 pontos em abril, para 85,0 pontos, o que representa o menor nível desde julho de 2020 (83,7 pontos). Em médias móveis trimestrais, o índice recuou 2,5 pontos.


De acordo com o levantamento, o resultado negativo do ICST em abril refletiu a piora da percepção dos empresários na avaliação sobre o momento atual e a redução das expectativas em relação aos próximos meses.


O Índice de Situação Atual (ISA-CST) recuou 3,5 pontos, para 84,3 pontos, a quarta queda consecutiva. A pesquisa aponta que a retração do ISA-CST foi influenciada, principalmente, pela piora do indicador de situação atual dos negócios, que caiu 6,3 pontos, para pontos 84,4 pontos, o menor nível desde agosto de 2020 (81,8 pontos).


O Índice de Expectativas (IE-CST), por sua vez, caiu 4,0 pontos, para 86,0 pontos, o menor patamar desde junho de 2020 (83,2 pontos), acumulando perda de 13,1 pontos nos últimos seis meses. O estudo revela que o resultado da piora das expectativas foi influenciado pela menor expectativa dos empresários com relação à demanda. O indicador que mede a demanda prevista caiu 7,6 pontos, para 84,7 pontos, o menor nível desde junho de 2020 (83,1).


Já o Nível de Utilização da Capacidade (NUCI) da Construção subiu 5,3 pontos percentuais (p.p.), para 77,1%. A maior contribuição veio do NUCI de Mão de Obra, que avançou 5,6 p.p, para 78,6%, enquanto o NUCI de Máquinas e Equipamentos aumentou 4,4 p.p, para 70,5%.



Fonte: http://www.revistaanamaco.com.br/confianca-da-construcao-atinge-menor-nivel-desde-julho-de-2020