CNC revisa para 3,9% a projeção de vendas no varejo em 2021

Com o maior avanço mensal nas vendas no varejo desde o início da série histórica (2000) em abril, divulgado nesta terça-feira (8), pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), a Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC) revisou para 3,9% a previsão de crescimento do consumo no setor para 2021. A previsão anterior era de 3,3%.


“Esse resultado anima ao mostrar que a recuperação pode ser mais rápida do que esperamos. O auxílio é sempre uma forma de estímulo ao consumo e, ao mesmo tempo, o varejo ainda é muito dependente da compra presencial, por isso temos repetido sobre a importância da imunização coletiva para a retomada econômica”, avaliou o presidente da CNC, José Roberto Tadros.


Os destaques em abril ficaram por conta das lojas de móveis e eletrodomésticos (+24,8%) e de tecidos, vestuário e calçados (+13,8%). Considerado ainda o conceito ampliado, sobressaíram os comportamentos das vendas no comércio automotivo (+20,3%) e nas lojas de materiais de construção (+10,4%). Apenas o ramo de hipermercados, supermercados, produtos alimentícios em geral, bebidas e fumo (-1,7%), que apareceu bem no último mês, acusou perdas.

Fonte: https://www.mercadoeeventos.com.br/noticias/servicos/cnc-revisa-para-39-a-projecao-de-vendas-no-varejo-em-2021/